Câmara de Vereadores de Georgino Avelino ainda não tem previsão para realizar sessões online

GEORGINO AVELINO - MANDATO DA PREFEITA STELA SENA ESTÁ NAS MÃOS ...
Foto: reprodução


E meio ao caos instalado no mundo por um inimigo invisível a população busca através dos seus direitos iniciativas que amenizem as perdas, garantam seus empregos e preservem a vida. É nesse tempo de fragilidade que a cobrança por políticas públicas aflora. 

Em Georgino Avelino, o estranhamento é o silêncio e a demora da Câmara de Vereadores para ações práticas de enfrentamento à Covid-19 na cidade. Diferente de outros municípios da região, as sessões em Georgino Avelino não estão sendo transmitidas on-line e muito menos sendo realizadas presencialmente, apesar de haver uma pequena movimentação para que isso aconteça. 

Pode parece algo difícil, mas é uma coisa muito simples, que necessita apenas de internet, celular ou computador, e que já deveria já está acontecendo desde do começo da pandemia, mas até agora, de acordo com a presidente, não tem qualquer previsão. Parece irônico, mas é a realidade da Câmara Municipal de Georgino Avelino.

Nós conversamos com alguns parlamentares para saber o que eles acham da ideia, e tivemos as seguintes respostas:

O vereador Jorge Motta disse que a iniciativa é ótima e já foi feita a solicitação desde a primeira suspensão dos trabalhos, a utilização de trabalho remoto é simples e seguro, todo o mundo está utilizando essas ferramentas menos a câmara municipal de Georgino.

Já a Vereadora Professora Maria também disse que concorda com o retorno online, assim todos os vereadores podem exercer seus trabalhos de forma segura.

O Vereador Valdemar diz que tudo é válido, mais prefere que as reuniões sejam ao vivo no plenário. As emoções são mais fortes. O calor do debates e as discussões são muito mais emocionantes.

Conversamos com a presidente da câmara Nininha  e ela disse que até agora, foram cumpridas fielmente todas as normas estabelecidas através dos decretos estaduais publicados periodicamente, com o intuito de não colocar em risco à saúde dos parlamentares e da população que acompanha as sessões. E que diante da dificuldade de realização das sessões presenciais, já estamos estudando a viabilidade de realização de sessões virtuais extraordinárias, para votação de matérias urgentes, principalmente relacionadas ao COVID-19, que não possam aguardar a normalização dessa excepcional situação.

Questionamos uma possível data, mas a presidente reafirmou que ainda estão estudando e que não tem uma possível previsão para as reuniões online acontecerem.

0 Comentários