Robinson reúne Polícia Civil para tratar de concurso com mais de 300 vagas

O governador Robinson Faria se reuniu nesta segunda-feira, 21, com representantes dos delegados, agentes e escrivães da Polícia Civil do Rio Grande do Norte. A reunião tratou da realização de concurso público para as três carreiras, promoções, reestruturação do estatuto da categoria e implantação do plantão policial em Assu para atender os municípios do Vale do Açu e parte da região Oeste.
Ficou definido que a Procuradoria Geral do Estado e a Secretaria de Administração irão incluir as vagas dos policiais exonerados no concurso. Hoje, existem 302 cargos vagos na Polícia Civil contabilizando delegados, agentes e escrivães que se aposentaram ou faleceram. Este número poderá ser ampliado em mais 36 cargos com a inclusão das vagas abertas pelos exonerados.
Além disso, também ficou definido que o pagamento das promoções e a correção de distorções terá andamento e será condicionada à disponibilidade financeira e às normas da Lei de Responsabilidade Fiscal. Em relação à reestruturação do Estatuto, os entendimentos serão iniciados visando a definição do novo regramento. O funcionamento em regime de plantão da delegacia de Assu será definido compreendendo o período da sexta-feira à noite até a manhã da segunda-feira.
“Estamos dialogando, ouvindo a categoria e encaminhando soluções. O RN e o Brasil enfrentam uma forte crise e precisamos adequar o atendimento às reivindicações ao que for possível e suportado pelo Estado, tudo dentro da Lei”, afirmou Robinson Faria.

Polícia Civil (RN): banca organizadora será definida em breve

A realização do aguardado novo concurso público da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PC/RN) depende apenas da confirmação da banca organizadora, que deve ser anunciada em breve, para que a publicação do edital de abertura de inscrições possa ser publicado.
As oportunidades abertas serão para a carreira de Delegado de Polícia, Escrivão e Agente. Para os três cargos é necessário possuir formação de nível superior. Para escrivão e agente poderão participar interessados com formação em qualquer área e para delegado, formados em direito. A remuneração inicial do delegado chega a R$ 15.288, já considerando benefícios. Para os outros dois cargos, o inicial é de R$ 3.755, todos com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Seleção anterior

O último concurso da PC/RN ocorreu em 2008, quando foram oferecidas 438 vagas, sendo 107 para o cargo de escrivão, 263 para agente e 68 para delegado. A banca organizadora foi o Cebraspe.
Os participantes foram submetidos a provas objetivas e dissertativas, avaliação física, exceto para escrivão, prova prática, exame psicotécnico e curso de formação profissional.