Irmãos siameses sobrevivem a separação de cérebro em cirurgia de 36h




Os irmãos gêmeos indianos Jaga e Kalia, de dois anos, são frutos de uma má formação extremamente rara de se ver. Os dois nasceram siameses, unidos pela cabeça, numa condição que a medicina chama de craniopagus. Em agosto de 2017, os meninos foram submetidos à primeira fase da operação que tentará separá-los com vida. Esse procedimento inicial consistiu em segregar as veias de circulação sanguínea do cérebro até o coração e mostrou-se bem sucedido.

No último dia 26 de outubro, porém, eles enfrentaram uma cirurgia mais minuciosa, que durou cerca de 36 horas, para iniciar o processo de independência cerebral dos irmãos, o que exige uma separação das cabeças. Apesar de estarem ainda em situação delicada, Jaga surpreendeu a equipe médica por conseguir abrir os olhos e mexer os braços apenas 4 dias depois do procedimento. Kalia ainda está inconsciente e sofre com algumas convulsões. Porém, o quadro de ambos é estável, e eles estão sendo monitorados 24 horas por dia por profissionais.



Em entrevista ao jornal indiano Indian Express, o Dr. Deepak Kumar Gupta, neurocirurgião do Instituto das Ciências Médicas da Índia (AIIMS) responsável pelo caso, explicou como está sendo a recuperação. “Um dos gêmeos (Jaga) está em hemodiálise intermitente, o que significa que ele está passando por diálise uma vez por dia. O funcionamento do rim está melhorando, mas o funcionamento do coração ainda é baixo”, comentou. Sehundo outro médico que compõe a equipe, o cirurgião plástico Maneesh Singhal, os gêmeos ainda precisarão de uma última operação, que, segundo ele, é a mais desafiadora, para tornar as duas crianças independentes uma da outra. “O próximo passo será a reconstrução dos crânios”, disse.

Fonte;http://curiosamente.diariodepernambuco.com.br/project/apos-36h-de-cirurgia-para-separar-cerebro-de-siameses-ambos-sobrevivem/

0 Comentários