Única deputada do RN a votar contra PEC do teto dos gastos pode ser expulsa do partido

Única deputada da bancada potiguar a votar contra a PEC 241, que limita teto de gastos públicos, Zenaide Maia poderá ser expulsa do seu partido, o PR, por contrariar o "fechamento de questão" da legenda pelo voto favorável ao projeto do Governo Federal. 
O Conselho de Ética e a Executiva nacional do Partido da República receberam ontem (12) representação de autoria do deputado Vinícius Gurgel (PR-PI) para instauração de processo disciplinar com pedido de expulsão contra as deputadas Clarissa Garotinho (PR-RJ) e Zenaide Maia (PR-RN) por terem afrontado a decisão partidária. O pedido também atinge o deputado Silas Freire (PR-PI), que se absteve na votação.
O PR diz que a decisão do Conselho de ética não produz consequências imediatas aos parlamentares porém, desde já, os deputados serão substituídos em suas funções de representação partidária no Congresso, inclusive nas Comissões Permanentes, por determinação do líder Aelton Freitas (MG). 
Zenaide Maia representava o partido na Comissão de Seguridade Social e Família,  na Comissão de Defesa de Direitos das Pessoas com Deficiência e era Suplente na Comissão de Viação e Transporte.
Entre todos os oito parlamentares do Rio Grande do Norte, Zenaide Maia foi a única a votar contra o Projeto de Emenda à Constituição que vai limitar os gastos públicos do país nos próximos 20 anos. Em primeira votação, o projeto teve 366 votos favoráveis a 111 contra. O projeto ainda será votado uma segunda vez na Câmara e a orientação do PR, de acordo com o partido, segue a mesma, pelo voto "sim". 

0 Comentários