A partir de agora, prefeito só se dá mal se não tiver maioria na Câmara

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que minimizou o poder dos Tribunais de Contas dos Estados (TCEs) e ampliou o das Câmaras Municipais no julgamento das contas de prefeitos, aumentou muito o poder das Câmaras.
A partir de agora, prefeito só vai ser enquadrado se não tiver maioria. Se tiver, pode até tocar fogo no mundo, que Câmara tem poder de abençoar, derrubando a decisão do TCE.

Agora RN

0 Comentários